Google+ Followers

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Coração solitario.

Resolvi escrever um pouco sobre a solidão, talvez a gente perde um grande amor, ou talvez não consiga arrumar ninguem e se sente sozinho, e com com isto sempre tem um geitinho para reclamar.

As vezez me sinto sozinho,
e dai fico a pensar,
talvez seja por falta de carinho,
ou não ter ninguem para amar....

Eu me sinto na solidão,
saudades bata no peito,
coitado do coração,
talvez acho que não tenha mais geito.....

Mas a esperança é a ultima que morre,
e isto não posso perder,
as vezes, vou ao boteco tomar um pórre,
mas isto não vai resolver.....

Tenho esperança que minha querida,
um dia vai resolver voltar,
dai, vai alegrar minha vida,
e vou ter alguem para amar.....

Quem ama um amor de verdade,
este nunca vai esquecer,
nem que morra de saudade,
mas ele não quer perder.....

Antonio P. Aleixo     31/08/2012

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Agradeço Papai e Mamãe

Como papai e mamãe são as pessoas mais importantes de nossa vida, nós devemos agradecer muito a eles e a Deus, por estarmos neste mundo maravilhoso, por isso resolvi escrever esses verssinhos para eles.


Minha mãe é uma rainha,
e o meu pai é um lindo rei,
eu e meus irmãos somos príncipes,
nesta vida sempre eu os amei....

Temos uma linda família,
com muita paz e alegria,
todos nela compartilha,
com amor e harmonia....

O principal é a união,
para a gente ser faliz,
com paz e amor no coração,
bate palma e pede bis.....

O amor tráz felicidade,
a felicidade faz bem para o coração,
coração feliz sem falcidade,
bate forte por uma linda paixão.....

Minha mãe muito obrigado,
e a meu pai eu agradeço,
eu sou seu filho adorado,
de voces eu nunca esqueço......

Antonio P. Aleixo        22/08/2012

 

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

O apagão

Resolvi escrever um pouco, de oque acontece neste mundão maravilhoso, mas as vezes complicado cheio de corrupções,talvez que por isso que acontece muitas tragédias que poderiam ser evitadas, mas nem tudo pode ser perfeito nesta vida, e vamos vivendo com podemos.


Eu estava tão sozinho,
precisando de carinho
olha só que judiação.....

O meu coração pobre coitado,
precisando ser amado,
pre sairda solidão.....

Ao sair pela cidade,
veja só que fatalidade,
aconteceu o apagão.....

Arrumei uma namorada,
não vi que era desdentada,
por causa da escuridão.....

Quando voltou a energia,
foi ai que vi, que ela parecia,
mesmo com uma assombração.....

As vezes ficamos irritados,
com tantos dinheiros roubados,
pela tal corrupção......

Poderiam envestir mais em usinas,
assim daria, para ver as lindas meninas,
e não namorar com um canhão.....

Antonio P. Aleixo       11/08/2012

sábado, 4 de agosto de 2012

Vida de marajá

Depois de uns dias de folga, resolvi começar escrever de novo, quero dizer de como acho esta vida maravilhosa, por isso temos que aproveita para viver feliz.


Considero minha vida,
uma vida de marajá,
eu levanto bem cedinho,
pego o carro e vou passear.....

Encho ele de meninas,
penso em praia, vou pra lá,
então as minhas gatinhas,
meu corpo vem bronzear.....

A chegar o fim de semana,
vou para uma lanchonete,
tomar um choppe bem gelado,
e conquistar a garçonete.....

Vou ao clube dançar baile,
veja só como isto é,
danço xóte, vanerão,
e tambem arrasta- pé......

E só para variar,
continuo minha rotina,
cerveja com um bom churrasco,
tomo banho de picina....

Sem pensar em casamento,
vou levando minha vida,
eu não sou comprometido,
e as garotas, desempedidas.....


Antonio P. Aleixo     04/08/2012