Google+ Followers

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

A independencia

Vou escrever um pouco de oque sinto sobre quando os filhos já viram adultos, eles gostam de ser independentes.

As vezes pensamos, em criar os filhos só para gente,
mas ao ficar adultos, pertencerão ao mundo.
As vezes pensamos, mas eles são inocentes?
e se tornarem, malandros e vagabundos?..

No mundo, a vida ensina a viver,
as vezes, com muitas decepções,
é com a vida, que eles irão aprender,
ela vai ensinar muitas lições....

As vezes ao proteger os filhos,
estamos fazendo errado,
o certo é fazer eles andar nos trilhos,
para depois, não ficarem decepcionados...

Tem filhos, que gostam de se encostar,
e nem pensam em ajudar os pais,
é ai que devemos a eles explicar,
que um dia não vamos viver mais...

Aqui nesta vida, estamos só de passagem,
por isso devemos cumprir a nossa missão,
não fazer errado, para não sujar a nossa imagem,
semear paz, amor e união.....


Antonio P. Aleixo            28/10/2016

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

O senhor não vai nos abandonar?

Pensando na história de minha vida, resolvi escrever mais um pouco por causa das perguntas que recebi dos filhos e netos, respondi o que sinto em meu coração.

Com perguntas de filhos e netos,
sera que o senhor vai nos abandonar?
respondi, não, porque isso não é correto,
porque tenho um coração que sabe amar....

Apesar de meu pai ser irresponsável,
que sem pensar me abandonou.
Q meu coração é sempre amável,
que Deus sempre abençoa....

O meu coração, não é de pedra ou cimento,
que não pode ser ouvido,
ele é de paz amor e sentimento,
que por Deus é querido....

Pensando em meu passado,
não aprendi o que é roncor.
apesar de eu ser abandonado,
escolhi, paz, felicidade e amor....

Deus nos protege com amor e carinho,
nos oferece, paz amor e união,
por isso, nunca estamos sozinho,
amando a todos com amor no coração....


Antonio P. Aleixo                 27/10/2016

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Os netos devolvendo a banana

Eu como sou um avo babão, e gosto muito dos meus netos, resolvi escrever uma poesia, de como pode ser os dias de hoje com essas modernidades.

O avo vai ao super mercado,
o neto pede para trazer banana.
Ele traz, para agradar o neto adorado,
e ser chamado de avo bacana....

O avós amam os netos de coração,
se sentem felizes com eles brincar.
Até são chamados de avós babão,
e felizes, nem veem o tempo passar....

O avo, acompanha o neto crescer,
só não consegue controlar os sentimentos,
La no futuro tudo pode acontecer,
coisas boas, ou constrangimentos....

Quando o neto já estiver formado,
dai é hora de cuidar do avo bacana.
O avo pede coisas do super mercado,
o neto dobla o braço e oferece banana....

Assim que funciona hoje em dia a vida,
nem todos agradece o carinho que receber.
Mas temos que enfrentar de cabeça erguida,
porque cada um, tem o seu jeito de viver...


Antonio P. Aleixo          25/10/2016